Itu Em Destaque!

 Destaques

Alunos do Colégio Almeida Júnior adotam pintinhos em projeto de prevenção à gravidez precoce

Alunos do Colégio Almeida Júnior adotam pintinhos em projeto de prevenção à gravidez precoce
abril 13
14:46 2018

Alunos do Colégio Almeida Júnior adotam pintinhos em projeto de prevenção à gravidez precoce




Da Redação Itu Em Destaque

Durante cinco dias os alunos do 8º ano do Colégio Almeida Júnior, em Itu/SP, participaram de uma atividade diferenciada, tendo como tarefa a responsabilidade de cuidar de um ser vivo, um pintinho com poucos dias de vida. Esse projeto, desenvolvido dentro da disciplina de ciências, é realizado há 9 anos pela instituição de ensino e tem por objetivo alertar os alunos sobre a importância de prevenir uma gravidez precoce. Até hoje nunca houve registro de casos de gravidez precoce no colégio.

O assunto, abordado durante as aulas de ciências, possibilitou o desenvolvimento dessa atividade e durante o período que os alunos estiveram com as aves, puderam ter consciência dos riscos e da responsabilidade de cuidar de uma vida, que é o que acontece numa gravidez precoce. Por meio dessa atividade cada aluno recebeu um pintinho e durante esse período tiveram que dedicar seu tempo 24 horas por dia, tendo que cuidar e alimentar a ave e abrir mão de afazeres que gostam e de momentos de lazer.

Para terem noção dessa responsabilidade, de não deixar sozinho um pequeno ser vivo nem por um momento, os alunos também tiveram que levar o pintinho para a escola. No horário em que estavam em sala de aula, as aves ficavam em um “berçário” montado para essa finalidade. Mas nos intervalos, quando normalmente os alunos ficam conversando e se divertindo, também tiveram a responsabilidade de cuidar e ficar com as aves. Os alunos foram alertados das responsabilidades, da tarefa e das regras que deviam ser seguidas já no primeiro dia de adoção.  Depois, durante todos os dias da experiência, passaram a alimentar os pintinhos, aquecê-los, fazer a limpeza das caixas de papelão onde viviam e ainda tiveram que registrar tudo em um diário.

A aluna Giovana Giacomin relatou em seu diário que “no começo não sabia o que fazer, estava perdida. Foi muito bom saber que minha família me apoiou e ajudou com o ‘bebê’. Havia o lado bom, cheio de amor e fofura mas o lado ruim fez uma sujeira enorme. Valeu a experiência.”

Em depoimento uma das mães destacou que “no primeiro dia deu uma insegurança no sentido do bem estar do pintinho, porém deixamos toda responsabilidade para a nossa filha. Ela entendeu muito bem a proposta do trabalho, pois sabia que a vida daquele pintinho dependia totalmente dela”.

Segundo a coordenadora do Ensino Fundamental II, Luciana Nunes Vaccari Avi, “essa atividade tem dado excelente resultado. Temos certeza de que essa experiência realmente conscientiza os jovens no sentido de despertar nos alunos a responsabilidade de cuidar de um ser vivo nos primeiros instantes da vida e também cuidar do próximo necessitado”.

Após o encerramento desta atividade os pintinhos foram doados para a Comunidade Totus Tuus. 

Fotos – Divulgação/ Regina Lonardi  




Mais Notícias

0 Comentários

Sem comentários

Deixe aqui seu comentário

Comente aqui

Escreva seu comentário