Itu Em Destaque!

 Destaques

CIS e Prefeitura de Itu iniciam terceira etapa da fiscalização de ligações clandestinas de esgoto em Itu

CIS e Prefeitura de Itu iniciam terceira etapa da fiscalização de ligações clandestinas de esgoto em Itu
agosto 22
09:29 2019

Desde novembro de 2018, a Companhia Ituana de Saneamento – CIS e a Prefeitura de Itu iniciaram minucioso trabalho de fiscalização de ligações clandestinas nas redes de esgoto e/ou galerias de água pluvial na cidade de Itu, sob a premissa do decreto estadual (5.916/75, artigo 13) que diz ser “expressamente proibida à introdução direta ou indireta de águas pluviais nos ramais de esgotos sanitários”. 

Dividido por etapas, a primeira ação ocorreu no bairro Portal do Éden, onde dos 1048 imóveis visitados, 557 estavam em situação irregular – ou seja, 55,15% não estavam em conformidade com o decreto. Na sequência, visitou-se os bairros Vila Nova, Altos da Vila Nova e Vila Leis. Dos 1672 imóveis vistoriados nesta segunda etapa, 469 estavam irregulares – ou seja, 28,08%. Na terceira etapa, que será iniciada em agosto deste ano, fiscais da prefeitura devidamente identificados visitarão imóveis nos bairros São Judas e Vila Santa Rita.

“Até o momento, a equipe de fiscalização visitou 2720 imóveis e 1026 deles estão descartando esgoto na rede por onde é feito o escoamento da água de chuva e/ou estão ligando a rede pluvial na rede de esgoto – que não comporta tamanho volume de água”, salienta o superintendente da CIS Vincent Menu. “Esta imprudência gera mais gastos com manutenção por parte da CIS, prejuízos também para munícipes dentro de suas residências com retorno de esgoto e danos consideráveis à natureza”, pontua.

A autarquia explica que todos os imóveis ituanos devem fazer ligações independentes: uma para o esgoto e outra apenas para a água da chuva com destino para as guias das calçadas. Quem faz diferente, está cometendo infração grave. Sem os ajustes necessários, imóveis podem ser multados. “Nossa equipe orienta os proprietários das localidades em situação irregular a fazer as obras necessárias antes de enviar notificação por escrito ou aplicar multas. Com esta conscientização, esperamos contar com a colaboração de todos para reduzir os danos nas redes de esgoto e entupimentos”, finaliza Menu.

Mais Notícias

0 Comentários

Sem comentários

Deixe aqui seu comentário

Comente aqui

Escreva seu comentário